Informativo


Minha Casa Minha Vida 3

 

Dilma anuncia lançamento do Minha Casa 3 em setembro

BRASÍLIA  -  O lançamento da terceira etapa do programa Minha Casa, Minha Vida foi agendado para 10 de setembro, avisou a presidente Dilma Rousseff nesta quarta-feira. Ela utilizou o Twitter para fazer o anúncio, confirmando a estratégia de se fazer mais presente nas redes sociais. O programa é uma das principais vitrines da atual gestão e faz parte da agenda positiva que a presidente tenta consolidar em meio ao agravamento da crise política e econômica. 

Nos bastidores, Dilma foi aconselhada a participar de todas as solenidades de entrega das unidades residenciais do programa para tentar reverter a baixa aprovação popular. Na sexta-feira passsada, durante a entrega de casas em Maricá, no Rio de Janeiro, Dilma rechaçou rumores de que a terceira etapa do programa seria adiada por causa da crise econômica.
Dilma afirmou que “não há hipótese” de o programa acabar. "Vou explicar para vocês por que não vai (acabar). Primeiro, porque é importante para o povo brasileiro, para aquela parte que não tinha oportunidades, para quem ninguém olhou. Mas não vai acabar também por outro motivo: além de a gente construir casa, a gente cria emprego”, reforçou. 

Criado em 2009, no fim do governo Luiz Inácio Lula da Silva, o programa habitacional financia imóveis populares para famílias de baixa renda, com subsídios de até 95% do valor. Coordenado pelo Ministério das Cidades e pela Caixa Econômica Federal, o programa viabilizou, até o momento, dois milhões de contratos com beneficiários. 

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.valor.com.br/politica/4165998/dilma-anuncia-lancamento-do-minha-casa-3-em-setembro ou as ferramentas oferecidas na página. 
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor (falecom@valor.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.